Cuba: Mulheres mortas ou desaparecidas pelo regime comunista: 1959-2003

Tradução nossa. Confira mais na seção Arquivo Cuba


Irmã Mayulis Méndez Tacoronte, 17 anos
Caridad Leyva Tacoronte, 5 anos

Pesquisa em andamento

MORTES DOCUMENTADAS: 216
Execuções: 11
Assassinatos extrajudiciais: 20
Desaparecimentos: 13
Assassinatos na prisão: 2
Suicídios na prisão ou sob detenção: 6
Outras mortes na prisão: 5
Negligência médica na prisão: 4
Assassinatos em tentativa de fuga: 29
Mortes documentadas em tentativa de fuga: 96
Civis mortos em missões internacionais: 30

TOTAL DE MORTES ESTIMADAS EM TENTATIVA DE FUGA: 17.664 a 20.876

Média de mais de uma mulher por dia desde o início da Revolução Cubana.

CASOS SELECIONADOS (RESUMO)

ARACELIA ARIA GOMÉZ
Data: 30/01/64. Local: Escritório do G-2, Segurança do Estado, em Marianao, Havana. ASSASSINADA na prisão, vítima da brutalidade policial.

MARÍA CAPIRO (AKA MARÍA CATIL)
Data: 17/09/1986. Local: Escritório do G-2, Segurança do Estado, em Arroyo Naranjo, Havana. ASSASSINADA na prisão, vítima da brutalidade policial.

SRA. CARDONA
Data: 12/61. Local: Esmeralda, Camagüey. ASSASSINADA COM SEU MARIDO E DOIS FILHOS PEQUENOS pela polícia.

GLORIA CASAÑAS HERNANDEZ
Data: 20/06/65. Local: Escritório da Segurança do Estado, G-2. DESAPARECIDA NA PRISÃO após um protesto anti-Castro pelos direitos humanos.

DOLORES CORREOSO (LOLÍN) – Idade: 55 anos.
Local: Prisão Nacional de Mulheres de Guanajay, estado de Pinar del Río. Enquanto cumpria pena de 20 anos, desenvolveu câncer de mama e foi-lhe negado tratamento médico.

AMALIA CORA CORZO
Data: 15/01/62. Local: Águas Territoriais Cubanas. Entrada ao canal de Barlovento, Jaimanitas, estado de Havana. ASSASSINADA durante uma tentativa de fuga quando uma lancha da patrulha naval cubana metralhou a embarcação “Pretexto”, de 31 pés, com 29 pessoas a bordo. 5 refugiados que procuravam asilo morreram metralhados, e a maioria dos 24 sobreviventes recebeu pena de 20 anos de prisão.

JUANA MARÍA DIAZ – Idade: 25 anos.
Data: 17/05/61. Local: Prisão Nacional de Mulheres de Guanajay, estado de Pinar del Río. FUZILADA sob a acusação de conspirar para assassinar um oficial de alto escalão do governo de Castro.

OBDULIA DUAREZ SUÁREZ – Idade: 19 anos.
Data: 22/04/75. Local: Prisão Fortaleza de La Cabaña, Havana. FUZILADA.

LUISA MARIA ESCOBAR
Data: 07/10/62. Local: Victoria de las Tunas, estado de Oriente. FUZILADA.

ASELIA FERNANDEZ
Data: 13/09/82. Local: Morón, estado de Camagüey. ASSASSINADA pela polícia.

OLGA DIGNA FERNANDEZ CAÑIZARES DE ARUFE
Data: 18/04/61. Local: Ruas de Havana. ASSASSINADA JUNTO COM SEU MARIDO, Marcial Arufe, enquanto tentavam chegar à embaixada argentina para solicitar asilo.

AMELIA FERNANDEZ GARCIA
Data: 17/04/61. Local: Prisão Fortaleza de La Cabaña, Havana. FUZILADA.

DR. BERTA FERRER
Data: 1960. Local: Santiago de Cuba, estado de Oriente. FUZILADA.

JUANA FIGUEREDO DIAZ
Data: 24/12/61. Local: Arroyo Blanco, Província de Oriente. GRÁVIDA DE SEIS MESES, FUZILADA por colaborar com guerrilhas anti-Castro.

ANA MARTA GARCIA DELGADO
Data: 21/09/86. Local: Escritório do G-2, Segurança do Estado, em Santa Cruz del Norte, estado de Havana. GRÁVIDA DE SEIS MESES, ASSASSINADA pela polícia na prisão.

ELIDA GARCIA LOPEZ – Idade: 27 anos.
Data: 26/10/61. Local: Marianao, Havana. ASSASSINADA (a tiros) pelo militar Rodolfo Roque Febles.

OLIVIA AIDA GARCIA SOLER
Data: 26/04/65. Local: Escritório do G-2, Segurança do Estado, em Santiago de Cuba. (Funcionária da Companhia Cubana de Eletricidade, e líder sindical). ASSASSINADA pela polícia na prisão.

MONICA GARCIA – Idade: 15 anos.
Data: 08/09/93. Local: Calle Primeira y E, Reparto Poey, Havana. ESTUDANTE DO SEGUNDO GRAU, ASSASSINADA. Morta a tiros pelo policial Carlos Pérez, que disparou indiscriminadamente contra um grupo de jovens que o chamava de “lacaio”.

JULIA GONZALEZ ROSQUETE
Data: 10/01/62. Prisão Nacional de Mulheres de Guanajay, estado de Pinar del Río. Desenvolveu uma infecção bucal em decorrência de um espancamento brutal conduzido pelos guardas da prisão. FOI-LHE NEGADA ASSISTÊNCIA MÉDICA, e ela morreu de septicemia.

JULIA GONZALEZ DE MENDEZ
Data: 01/06/73. Local: Escritório do G-2, Segurança do Estado, em Alquizar, estado de Havana. ASSASSINADA pela polícia na prisão.

ROSA GONZALEZ
Data: 27/12/63. Local: Águas Territoriais Cubanas. ASSASSINADA, metralhada durante uma tentativa de fugir do país.

LUISA GUERRA
Data: 1992. Local: Cidade de Camagüey. ASSASSINADA pela polícia.

ESTRELLA GUTIERREZ
Data: 22/06/62. Local: Escritório do G-2, Segurança do Estado, em Perico, estado de Mantazas. ASSASSINADA na prisão.

LIVIA GOUVERNIER – Idade: 20 anos.
Data: 11/12/59. Local: Escritório do G-2, Segurança do Estado, em Havana (estudante universitária). ASSASSINADA na prisão.

MARITZA GUTIERREZ
Data: 1988. Local: San José das Lajas, província de Havana. DESAPARECIDA.

SRA. ALBERTO LAZO PASTRANA
Data: 1971. Local: Mar do Caribe. ASSASSINADA durante uma tentativa de sair do país. Seu bote foi atacado e afundado por um barco da Marinha de Cuba. Ela caiu no mar e foi devorada por tubarões. Seus três filhos desapareceram.

SONIA LOPEZ GONZALEZ
Data: 1991. Local: Mariel, estado de Pinar del Río. DESAPARECIDA.

ROSARIO MARQUEZ
Data: 05/05/61. Local: Escritório do G-2, Segurança do Estado, na Praia de Miramar, Havana. ASSASSINADA na prisão, vítima da brutalidade policial.

SARA MARTINEZ GONZALE – Idade: 47 anos.
Data: 23/12/96. Local: Prisão Fortaleza de La Cabaña, Havana (gerente do Ministério do Açúcar, responsável pela safra, membro do grupo clandestino “Frente de Liberación Cubana”). FUZILADA.

ORELVIS MARTINEZ LIMONTA
Data: 07/07/92. Local: Santa Clara, estado de Las Villas. ASSASSINADA na prisão pelo agente da Segurança do Estado Osvaldo Osenes.

ISABEL MARTINEZ
Data: 1993. DESAPARECIDA.

MARIA ELENA MIRANDA
Data: 1994. Local: El Caney, estado de Oriente. ASSASSINADA a tiros durante um protesto contra as condições carcerárias.

ADELAIDA MIRAVEN
Data: 03/04/78. Local: Prisão Fortaleza de La Cabaña. FUZILADA.

SILVIA MONTIEL
Data: 11/12/84. Local: Prisão Monte Negro em Watao, La Isla, Havana. Morreu na prisão.

MARIA DEL CARMEN MURO
Data: 1993. DESAPARECIDA. Local: Prisão Cerámica Roja, Camagüey.

LOURDES NADAL
Data: 1971. Local: Prisão Fortaleza de La Cabaña. FUZILADA.

DELIA NAVARRO – Idade: 39 anos.
Data: 03/08/62. Local: Escritório do G-2, Segurança do Estado, em Havana. Enlouqueceu após ter sido torturada. SUICIDOU-SE na prisão.

SARA OQUENDO HERNANDEZ
Data: 16/03/85. Local: La Lisa, Havana. ASSASSINADA pela polícia.

CARIDAD PAVON RODRIGUEZ
Data: 27/02/82. Local: Quartel-General do G-2, Segurança do Estado, em Havana. Líder do movimento anti-Castro Zapata. ASSASSINADA durante um interrogatório após sofrer torturas e espancamentos brutais. O governo de Castro alega que ela cometeu suicídio.

RAQUEL PERDOMO
Data: 20/01/63. Local: Escritório do G-2, Segurança do Estado, em Havana. ASSASSINADA pela polícia na prisão.

LYDIA PEREZ LOPEZ – Idade: 25 anos.
Data: 07/07/61. Local: Prisão Nacional de Mulheres de Guanajay, estado de Pinar del Río. ASSASSINADA, GRÁVIDA DE OITO MESES. Ela foi chutada no ventre por um guarda da prisão 30 dias antes de dar à luz. Ela perdeu o bebê, não recebeu tratamento médico e sangrou até a morte.

IRMÃ AIDA ROSA PEREZ – Idade: 42 anos.
Data: 12/12/67. Local: Pavilhão do G-2 no Hospital Militar da Segurança do Estado. Antiga irmã da ordem católica “Irmãs da Caridade” que se aposentara graças a problemas cardíacos congênitos. Foi detida em várias ocasiões por expressar pontos de vista anticomunistas, até finalmente ser sentenciada a 12 anos de prisão. Forçada a fazer duros trabalhos penais agrícolas, morreu vítima de um ataque do coração dois anos depois.

CARIDAD PLACENCIA (AKA CARIDAD PLASENCIA)
Data: 15/09/75. Local: Escritório do G-2, Segurança do Estado, em Reparto Lawton, Havana. ASSASSINADA na prisão.

YALINA REAL GORT – Idade: 22 anos.
Data: 13/05/95. Local: Estreito da Flórida. ASSASSINADA durante uma tentativa de sair do país. Um barco de patrulha da Guarda Costeira cubana abateu e afundou sua embarcação em alto mar.

DORA VICTORIA REYES
Data: 30/08/84. Local: Quartel-General do G-2, Segurança do Estado, em Havana. Depois de cumprir sua pena de prisão, fora liberada e lhe foi concedida permissão para visitar seus familiares em Havana. Lá foi detida pela Segurança do Estado e morreu na prisão.

ESTRELLA RIOS – Idade: 35 anos.
Data: 20/10/99. Local: Águas Territoriais Cubanas, 12 quilômetros ao norte de Havana. ASSASSINADA JUNTO COM SEU FILHO DE 6 ANOS, Ernesto Márquez Ríos. Ambos se afogaram durante uma tentativa de fugir do país, quando um barco de patrulha da Guarda Costeira cubana investiu contra seu bote de 7 metros, afundando-o.

SARA RODRIGUEZ ALEMAN
Data: 24/09/62. Local: Escritório do G-2, Segurança do Estado, em Havana. ASSASSINADA pela polícia na prisão.

MARIA ISABEL RODRIGUEZ
Data: 1993. DESAPARECIDA.

MIREYA RODRIGUEZ
Data: 1990. Local: San José de las Lajas, província de Havana. ASSASSINADA pela polícia.

TERESITA SAAVEDRRA PEREZ – Idade: 24 anos.
Data: 21/04/61. Local: Sua casa em Sancti Spíritus, estado de las Villas (líder católica e da resistência). Foi presa, torturada e estuprada pelo seu antigo colega Bernardo Arias Castllo, chefe da Segurança do Estado em Sancti Spíritus, e por cinco outros oficiais. Após ser liberada, SUICIDOU-SE ateando fogo ao próprio corpo quando soube que sua prisão fora novamente decretada.

JOSEFA SAN ROMAN
Data: 17/05/64. (Pequena fazendeira/camponesa) Local: Cidade de Pinar del Río. FUZILADA no mesmo dia que outros membros de sua família por colaborar com guerrilhas anticastristas.

MARIA LUISA SANCHEZ
Data: 1980. ASSASSINADA pela polícia.

ALBA SERRANO – Idade: 25 anos.
Data: 30/10/67. Local: Prisão Nacional de Mulheres de Guanajay, estado de Pinar del Río. SUICIDOU-SE. Condenada à prisão por atividades no mercado negro, foi enviada como castigo a uma cela com prisioneiras lésbicas. Seus familiares reagiram muito negativamente a isto e, incapaz de suportar a humilhação, suicidou-se enforcando-se em sua cela.

DRA. EDMUNDA SERRAT BARRIOS – Idade: 70 anos.
Data: 06/09/81. Local: Quartel-General do G-2, Segurança do Estado, em Villa Marista, Havana, (advogada). ASSASSINADA. Esta advogada cumpriu sentença de prisão de três anos em um campo de concentração – no campo de trabalhos forçados Granja America – estado de Havana. Seu crime político foi sua oposição e crítica ao sistema judiciário cubano e às reformas marxistas na educação. Após ser liberada, começou a atuar como advogada de defesa em casos movidos contra o governo. Em agosto de 1981, durante certo julgamento, ela se opôs à conduta do juiz e foi imediatamente detida e levada para interrogatório no Quartel-General da Segurança do Estado. Poucos dias depois, sua família foi informada de sua morte, atribuída a um suposto ataque cardíaco. Seu velório foi realizado em um local determinado pelo governo e seu caixão selado e mantido sob vigilância. Um policial da Segurança do Estado, que posteriormente desertou, revelou que ela fora espancada até a morte.

BERKIS TERCIO (LA MARIPOSITA) – Idade: 19 anos.
Data: 15/02/2002. Local: Fazenda Agrária Penal N° 5, província de Camagüey. SUICIDOU-SE enforcando-se três dias depois de ter sido estuprada por um guarda da prisão.

MARIA ISABEL TORRADO
Data: 03/08/63. Local: Escritório do G-2, Segurança do Estado, em San Cristobal, estado de Pinar del Río. FUZILADA.

CONSUELO VIAL SANCHEZ
Data: 1980. Local: Havana. ASSASSINADA pela polícia.

TRÊS IRMÃS VINIGO
Data: 1962. Local: Colon, estado de Matanzas. ASSASSINADAS pela polícia.

MARGARITA YERO
Data: 04/95. Local: Guantánamo, estado de Oriente. DESAPARECIDA, tentava chegar à Base Naval dos Estados Unidos, em Guantánamo.

Este resumo é fornecido pelo Cuba Archive, uma iniciativa da Free Society Project, Inc. Ele é resultado do manuscrito do Dr. Armando Lago, Ph.D’s, Cuba: The Human Cost of Social Revolution, ainda pendente de publicação. A investigação continua. Informações de testemunhas são muito benquistas.

Cuba Archive
Free Society Project, Inc.
P.O. Box 529
Summit, NJ 07902
Tel. 973.701-0520
info@CubaArchive.org

Cuba Archive / Free Society Project, Inc., 2007. ©Todos os direitos reservados.